Seguro Saúde: Vital para garantir sua tranquilidade em uma viagem ao exterior


Imagine a seguinte situação: Você viaja com sua família para passar uns dias de férias nos Estados Unidos e de repente, no auge do passeio, seu filho caçula resolve fazer alguma estripulia e acaba se machucando de forma séria, a ponto de necessitar de atendimento médico. Você então o leva para um hospital e, depois de receber todo o tratamento clínico necessário o garoto está bem.

Ele recebe alta médica e você recebe uma conta para pagar do hospital com um valor extremamente salgado.

Com certeza uma situação assim arruinaria não só suas férias, mas também sua conta bancária. Afinal, o custo de um tratamento médico no exterior é uma verdadeira fortuna, principalmente se levarmos em conta o padrão financeiro dos brasileiros. Isso pode fazer uma pessoa literalmente contrair uma dívida para o resto da vida.

Para evitar surpresas desagradáveis como essa é que existe o seguro saúde. Um serviço oferecido pelas seguradoras que garante o pagamento de todas as despesas médicas em caso de doença ou acidente, que o segurado venha a sofrer durante uma viagem ao exterior. A contratação deste serviço prevê cobertura e ressarcimento de despesas com consultas de emergência, exames, internação e medicamentos que forem necessários para o tratamento, desde que receitados pelo médico responsável pelo diagnóstico e tratamento clínico da pessoa beneficiária do seguro.

O seguro saúde deve ser contratado antes do inicio da viagem. O valor a ser pago dependerá de uma série de fatores como o país de destino, a quantidade de dias de duração da viagem, o número de passageiros maiores e menores de 70 anos e se estes tem alguma doença pré-existente, se o seguro será para viajante individual ou grupo familiar, entre outros. Mas na maioria das vezes esse valor não ultrapassa 5% do valor total da viagem.

O ínicio da vigência da apólice é sempre a data de inicio da viagem. Antes desse período você pode alterar a data da vigência (desde que a data da viagem também mude) e, caso decida desistir de viajar, pedir o cancelamento de um seguro já contratado. Tudo isso sem pagar multas e taxas extras e com reembolso integral do valor pago.

Apesar das vantagens que o seguro saúde pode oferecer por uma quantia módica, infelizmente muitos viajantes ainda ignoram a importância que esse serviço pode ter para garantir tranquilidade em solo estrangeiro. Na maioria das vezes com aquela desculpa: “Vou viajar para a America do Sul. É pertinho!!!”  ou ainda: “Vou ficar poucos dias lá”. O que essas pessoas talvez não lembram é que doença e acidente não enviam recado avisando que vão chegar com dia e hora marcada.  Eles podem acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar, e se isso acontecer fora do território brasileiro, você pode não estar preparado financeiramente. Por isso é melhor se precaver.

Há ainda outras duas modalidades de seguro que cobrem além de despesas médicas, despesas extras inerentes à viagem, como roubo e extravio de documentos e dinheiro, danos e extravio de bagagens nos aeroportos, etc.

Quais as modalidades de seguro e qual a diferença entre elas?

Seguro Saúde: Como o próprio nome diz, é um seguro para cobrir APENAS despesas médicas decorrentes de acidentes e doenças que não sejam pré-existentes. São cobertos custos com atendimento ambulatorial ou hospitalar, exames de diagnóstico, internações e medicamentos receitados pelo médico responsável pelo atendimento, além de atendimento odontológico de emergência.

Seguro Viagem: Oferece as mesmas coberturas de saúde do seguro saúde e coberturas extras como roubo e extravio de documentos e dinheiro, danos e extravio de bagagens, entre outros.

O detalhe é que no caso do seguro viagem, a cobertura dos custos é feita de forma indireta, ou seja, caso você necessite de auxilio, deverá pagar os custos e guardar todos os comprovantes e após retornar ao Brasil, envia-los à seguradora para que ela faça o reembolso.

Assistência Viagem:  Já essa modalidade oferece as mesmas coberturas médicas e extras do seguro viagem.

A diferença é que nesse caso a cobertura dos custos é feita de forma direta, ou seja, se você necessitar de auxilio não precisará colocar a mão no bolso para nada. Basta entrar em contato com a seguradora através de um numero de telefone (atendimento em português, 24h por dia) e a empresa vai indicar um local credenciado por ela e o que deverá ser feito. Você receberá todo o atendimento e assistência necessária e os custos serão pagos diretamente pela seguradora à clínica, hospital, empresa ou pessoa que lhe prestou o auxilio.

Independentemente da modalidade, todas elas tem planos que se adequam a todos os tipos de viagem. Para contratar o seguro basta acessar o site ou entrar em contato com a central de atendimento das companhias de seguro que oferecem o serviço.

Dicas para contratar um seguro com boa cobertura por um preço mais em conta:

* Assine as newsletters e curta a fanpage das empresas nas redes sociais, pois são os principais meios de divulgação de promoções de seguro viagem.

* Ao receber um e-mail da seguradora oferecendo o seguro com desconto, anote o código promocional antes de entrar em contato. É com ele que seu desconto será calculado.

* No momento da contratação, fique atento a qual modalidade de seguro você está adquirindo e certifique-se de que todas as coberturas garantidas na apólice atendem suas necessidades de viagem.

* Após fechar a compra, certifique-se de que recebeu o certificado de contratação e a cópia do contrato. Guarde-os junto com seus documentos de viagem.

* Se mesmo após a contratação do seguro você ficou com alguma dúvida, não hesite em ligar para a central de atendimento da seguradora para esclarece-las. Jamais viaje com dúvidas de como usar sua assistência, caso você necessite.

Vale lembrar que alguns países exigem a contratação de um seguro saúde ou assistência viagem antes do ingresso em seus territórios. Se você desembarcar em algum país que tenha essa exigência e não apresentar o certificado de contratação, sua entrada é negada. Países europeus que assinaram o tratado de Schengen determinam que o seguro deve ter uma cobertura mínima de € 30.000 para coberturas médicas. Outros países como Cuba e Venezuela exigem a contratação do seguro mas não estipulam valor mínimo.

Para saber mais sobre a importância e a diferença entre seguro e assistência viagem, assista o video abaixo:


sm-johnny