LAN 751 – Prêmio merecido


Bem vindos a mais um Flight Report. A empresa avaliada de hoje foi considerada a melhor empresa aérea da America do Sul em 2015 pelo ranking Skytrax, que uma vez por ano, concede o “Oscar” da aviação às melhores empresas do mundo e de cada região. Nosso colega Johnny Barbosa viajou a Santiago do Chile pela empresa e vai nos contar agora como foi. Confira o relato:


Guarulhos, 18 de fevereiro, era a hora do almoço quando desembarquei do Airbus A321 da TAM que me trouxera de BH e rumei direto do terminal 2 para o modernissímo terminal 3, de onde TAM e LAN operam seus voos internacionais. O movimento no balcão estava mais que tranquilo. Não havia nenhum tipo de fila. Cheguei e logo fui atendido. Entreguei meu passaporte e o cartão de embarque que tinha impresso no toten. Todo o procedimento não levou nem mesmo 03 minutos. Ah!!!! Se tudo fosse tão rápido assim seria uma maravilha, não é mesmo???

Faltavam ainda cerca de 03 horas para a saída do voo e aproveitei para saborear um delicioso Steak Toscano no restaurante Olive Garden, que apesar de ser um ótimo restaurante de comida italiana, os preços estavam bastante salgados mas, claro. Era dentro do aeroporto, então reclamar pra quê, não é???

Resolvi entrar para a sala de embarque com bastante antecedência, faltando cerca de 02 horas e meia para o voo e ao passar pelo portão 305, pude assistir a chegada do avião que nos conduziria a Santiago. Tratava-se de um já veteraníssimo Boeing 767-300ER, que de tão antigo, ainda tinha cinzeiro no braço da poltrona. Mas apesar de sua idade, estava muito bem conservado e com tudo funcionando perfeitamente. Nessa hora me bateu um arrependimento de não ter embarcado no voo que tinha reservado para a semana anterior e que fui obrigado a remarcar por problemas pessoais. Esse voo anterior, seria operado por um novissímo e moderno Boeing 787 Dreamliner. Mas, na verdade mesmo, estava com tanta vontade de chegar a Santiago, que estava disposto a voar até mesmo nos apertados e desconfortáveis Airbus A319 e A320 que, operam esse trecho em alguns horários.

Exatamente as 15:05hs fomos chamados para o embarque pelo portão 305. Os grupos foram divididos em 04 filas: Prioridades e classe executiva, passageiros das fileiras 13 a 20, passageiros das fileiras 21 a 32 e finalmente os passageiros das fileiras 33 a 42. Era nesse último grupo que eu me encaixava. O embarque foi super ágil e ao entrarmos no avião fomos recebidos por uma tripulação chilena que esbanjava sorrisos e simpatia. Sobre os assentos já havia disponível um kit contendo almofada, cobertor e fones de ouvido. Aliás o avião, embora antigo, oferecia um sistema de entretenimento muito bom, com telas individuais de 7″ touchscreen, que continha uma gama variada de filmes, seriados, músicas de quase todos os ritmos e ainda jogos. O controle remoto ficava alocado no braço da poltrona. A desvantagem é que o fone de ouvido fornecido pela LAN não era estéreo e o volume máximo permitido pelo sistema deixava o som das turbinas do avião se misturar ao som do audio do sistema, mas nada que comprometesse a sua utilização.

Havia também a revista de bordo da LAN, trazendo um conteúdo bem editado e de qualidade. Havia até mesmo uma publicação sobre Roberto Carlos na edição que estava disponível a bordo. Havia também um catálogo de duty free oferecido a bordo pela LAN com preços bem convidativos.

O assento era feito de tecido e tinha um pitch de 33″ e uma reclinação de 45 graus, o que pode ser considerado muito bom para uma classe econômica, muito melhor que assentos de classe econômica de outras empresas, como a TAP, Ibéria, Air France e até mesmo de alguns aviões da própria TAM.

As 15:55hs, com um leve e tolerável atraso as portas foram fechadas e voo 751 iniciou o taxiamento até a pista 26 de guarulhos, Enquanto isso acontecia, os comissários fizeram um breve speech em espanhol e inglês e foram exibidos os procedimentos de segurança nas telas nos mesmos idiomas. Passava pouco depois das 16:00hs quando o 767 iniciou a corrida para decolagem e deixou a pista de Guarulhos, subindo para a altitude de cruzeiro em meio a nuvens que já começavam a tornar o tempo em São Paulo nublado.

15

24 25 26

27 28

29 30 31

Após cerca de 25 minutos de voo, a comissária passou distribuindo os formulários de imigração e aduana do Chile, que devem ser preenchidos e entregues no desembarque em Santiago e com cerca de 01 hora iniciou-se o serviço de bordo. Foi servido uma lasanha ao molho branco, acompanhado de um minipão, requeijão, pudim de coco com leite condensado e para beber suco de caixinha sabor laranja ou abacaxi, coca-cola tradicional e zero, além, é claro, do bom e saboroso vinho chileno, tinto ou branco. Após duas horas e quarenta minutos de voo, quando sobrevoavamos a área entre as cidades argentinas de Córdoba e Mendoza, os comissários passaram recolhendo as bandeijas de refeição e servindo café, água e mais vinho para quem desejasse.

Por volta das 19:25hs, horário de Santiago (por conta do maldito horário de verão brasileiro, Santiago estava com uma hora a menos em relação ao horário de Brasilia), o avião desacelerou e o comandante anunciou que estavamos iniciando nossa aproximação para o pouso. Foi quando começou a surgir na janela a vista mais maravilhosa da viagem. A majestosa cadeia montanhosa da Cordilheira dos Andes. A visão é de tirar o fôlego. Dê só uma olhada:

32 33 34

35 36 37 38

39 40 41

42 43 44

Pousamos no Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Marino Benítez pouco antes das 20:00hs, porém com o sol ainda rachando. Viva o verão sulista!!!! Taxiamos e estacionamos no portão 17. O desembarque foi feito da mesma maneira rápida e organizada em que ocorrera o embarque em SP. Depois foi só passar pela imigração e alfândega, retirar a mala na esteira, trocar um pouco de dinheiro na casa de câmbio, pegar o táxi e rumar para a cidade.

Avaliação:

As notas vão de 0 até 10.

Reserva: Nota 10

Emitida pela TAM com pontos do programa Multiplus/Fidelidade. Muito rápido, fácil e totalmente em Português.

Check-in: Nota 10

Feito online no site da LAN e cartão de embarque impresso no toten. Não havia filas para despachar as bagagens e todo o processo não levou nem mesmo 03 minutos. Excelente.

Embarque: Nota 10

Feito de maneira rápida, organizada e sem tumúlto.

Assento: Nota 8

De tecido, tinha apoio de cabeça e reclinação e pitch muito bons para uma classe econômica. Aprovado.

Serviço de bordo: Nota 10

Esse eu só não dou 20 porque não posso. Simplesmente excelente.

Comissários: Nota 10

Foi a melhor equipe de bordo que eu vi até hoje. Receberam e atenderam a todos os passageiros com alegria e fizeram tudo para tornar o voo agradável como de fato foi. Parabéns a todos, sem exceção.

Sistema de entretenimento: Nota 9,5

Com diversas opções de filmes, seriados, gêneros musicais e até jogos, Muito bom, apesar de ser um sistema antigo como o próprio avião.

Desembarque: Nota 10

Rápido e organizado.

Pontualidade: Nota 10

Saída e chegada conforme previsto.

Cuidado com as bagagens: Nota 10

Minha mala foi entregue em perfeita ordem.

Nota final: 9,75

Comentário final:

Como foi dito no ínicio desse FR, a LAN foi eleita pela consultoria Skytrax a melhor companhia aérea sul americana em 2015 e muito provavelmente deverá levar o troféu esse ano também, porque é uma empresa que prima pela qualidade de seus serviços, pelo bom atendimento de sua equipe de terra e de bordo, entre outras coisas. Já voei outras vezes com a empresa chilena e também em suas subsidiárias LAN Argentina e LAN Perú e posso corroborar com o ranking da Skytrax. A LAN passou no teste e merece o título, de forma totalmente inquestionável.

 

 

JOHNNY BARBOSA

 


sm-leticia